quarta-feira, 15 de Julho de 2009

Capitães da Areia

Um livro simplesmente lindo...arrepiante!
O facto de se ter noção de que apesar de romance não deixa de ser um relato histórico tanto assusta como encanta. A história de meninos feitos homens que no escuro da noite voltam à infância.
Deve ser incrivel ler antes ou imediatamente depois de ir a Salvador da Baia...apesar de já não serem os mesmos tempos...nada muda assim tanto!
E a escrita é latina, envolvente e cativante...acessivel e capaz de trazer todas as sensações consigo!
É uma história fantástica...5*s!!!

terça-feira, 9 de Junho de 2009

Inês da Minh'Alma

Mais um histórico da Isabel Allende...e mais uma personagem feminina marcante!
Uma leitura muito fácil, uma escrita muito fluída...e uma história bonita que me deixou um bichinho para explorar a história da descoberta da América do Sul...acho que se sabe muito pouco do que lá se passou...e este relato da conquista do Chile é sem dúvida um bom início!!
Sem desculpar os espanhóis...sem vitimizar os indígenas...sem monstros e sem crimes...só pessoas...boas e más...envolvidas em guerras por crenças muito próprias...a fazerem coisas inimagináveis para defenderem as suas casas...os seus...e a causa que os movia...nada muito diferente do que se passa hoje em tantos sitios...mais de 500 anos depois! :S
Qualquer livro desta senhora é bom para descontrair entre leituras mais "pesadas"...gostei!...nada de exrtaordinário...a não ser os feitos desta incrivel Inês...mas merece um 4*s!!! :D

quinta-feira, 9 de Abril de 2009

Ensaio Sobre a Cegueira

O que dizer desta masterpiece!!?
É o livros de carácter "sociológico" mais incrivel que já li!!
O filme é bom...mas a intensidade da escrita não tem comparação!
É claro que ler Saramago tem a sua pitadinha de aventura...o conselho é que não se páre a meio do parágrafo e que se faça de conta que está a ler em voz alta...porque é assim que ele escreve!
A história é de uma originalidade única e mostra a condição humana num extremo que é, no mínimo, chocante!
Uma cegueira contagiante que leva a que os cegos sejam "condenados" à reclusão...sem humanitarismos...até que todos cegam...não é esta a história eterna da nossa evolução...meia dúzia de visionários são ridicularizados e marginalizados até que de repente todos vêem o mesmo...mas vai mais longe...o relato da luta pela sobrevivência nesta terra de cegos...tendo como "olhar" principal o ponto de vista da única pessoa que manteve a visão...é uma viagem alucinante ao animal que temos dentro de nós...
É um livro chocante, impossível de não "visualizar" e com cenas de uma violência imensa...talvez por isso seja um retrato do Homem bastante fiel!
Obrigatória pelo menos a tentativa de leitura!!!

A Casa dos Espíritos

Mais um pedaço de magia sul-americana!
Este não tem a melancolia do Cem Anos de Solidão...pelo contrário...é um livro de energias...de força de viver, de família imortal...os espíritos partilham o espaço dos vivos...um olhar diferente sobre a morte , onde ninguém chega a abandonar ninguém!
A história passa-se em tempos contorbados da história do Perú, a família não passa à margem desta revolução e mais uma vez vemos um país transformar-se ao longo da história de uma família!
A escrita desta autora apoia-se muito no "fantástico" e na magia...e portanto..pode não ser para todos...mas basta aceitar e entender um pouco as suas raízes para conseguir entrar na dimensão dos seus livros!!
Não cheguei a ver o filme mas do pouco que sei não me parece de todo fazer justiça ao livro...a partir do momento em que salta uma ou duas gerações perde todo o encadeamento!
5*s...de saga familiar!

Escrever Depois de Auschwitz

Um mini-livro que infelizmente não se arranja em formato mini-preço!! Aconselho a quem tenha curiosidade, ler o livro em 2 ou 3 idas à FNAC mais prolongadas! :)
É um discurso proferido pelo autor aos alunos da Universidade onde começou a dar aulas após a II Guerra Mundial...uma "explicação" da revolução literária do pós-guerra...do silêncio geral que antecede as grandes produções...da sensação geral de que nada do que se possa dizer /escrever após um massacre tão horrendo seja digno de interesse a não ser que seja acerca do episódio...uma supressão de ideias...e de mentes...a culpa da "futilidade" que em qualquer outro tempo poderia ser tida como criatividade!
Aborda também um pouco o envolvimento do autor com o regime Nazi...mas sobretudo foca na arte do pós-guerra...interessante...mas não deixa de ser um discurso! :)
Gostei de o ler...mas preferia não ter pago!

Cem Anos de Solidão

Este livro tinha por todo o lado pequenos papelinhos-marcadores inconfundíveis...marcou-o o meu avô enquanto o lia...tenho uma imagem muito nítida dele com este livro na mão...talvez por isso tenha passado por ele inúmeras vezes até ter coragem para lhe pegar...não sei se por medo de não gostar e de não ter essa afinidade com ele...ou por medo de gostar demais e de me sentir ainda mais ligada a quem já não está...
Foi um livro químico... :) o meu avô tinha razão! Uma escrita mágica...como só os sul-americanos conseguem...aquela magia que lhes está entranhada na terra...a magia dos espíritos que habitam as casas e os lugares...sem se poderem conseiderar "fantasmas-europeus"...
Acho que no nosso mundo falta um pouco dessa magia...dessa sensção de que quem gostou de nós vai sempre andar por onde andamos...vai estar sempre em casa à nossa espera...
Conta a história de gerações e gerações de uma família até se extinguir no tempo...uma história de paixões e de guerras e de consequências...
A solidão...para nós europeus...acho que não existe solidão num livro com tanta gente, tanta família...de tão habituados que estamos a viver fechados no nosso mundo...mas é sem dúvida um livro de "somos as memórias que cá deixamos!"
5*s...excepcional!

Cisnes Selvagens

Uma fascinante viagem pela história recente da China...as perseguições do regime comunista e forma como 3 gerações de mulheres conseguem ultrapassar mudanças constantes!
Verdadeiramente apaixonante, contado na primeira pessoa da autora mas soa muito a uma primeira pessoa da China! As mudanças de figuras de poder...o que era ontem bom hoje passa a reprovado, a perseguição e a resistência, as lutas estudantis, a guerrilha, e uma viagem pela China numa época de insegurança e incerteza, uma época da qual ninguém soube quase nada porque o país é demasiado grande e porque o país consegue filtrar o contacto com o exterior por parte dos estrangeiros que nele entram...é um relasto histórico muito emotivo e cheio de aventuras muito reais...uma história de vida muito interessante!
Quem dera que as aulas de história fossem dadas com livros assim! :D
5*s de paixão pelo país e descrença no regime!